segunda-feira, 7 de abril de 2008

Intuir... tirar a carta... confirmar a intuição


Foi uma experiência engraçada... qse dessas de tirar tarot sem carta.
Lua nova é hora de pensar no arcano da lunação. E foi, em meio às minhas orações a Apollo, que eu vi a carta do Diabo na minha frente. Quando eu puxei do baralho, qual veio?

O 15.

Não posso dizer que eu não fiquei meio assim e o que eu fiz? Liguei para a filha de Pã (dããã) e contei para ela. Além de rir, afinal de contas, é o lance desse povo da floresta, me disse que era isso mesmo. E quem sou eu para discutir.

Mas preciso dizer que achei curioso. Ver a carta antes dela sair. É mesmo coisa de Oráculo... é a voz do Brilhante antes do concreto. E quem sou eu para duvidar?

Alguém já passou por coisa assim?

Imagem: Jungian Tarot

4 comentários:

Inês Raven disse...

Eu! Este mês...
Mas em vez de Pan, meu negócio foi com Rhea Kybele.

Filhote de Lua disse...

E eu, esse mês tbm o.O

Eu vi a imagem de Hermes na minha mente, que era a imagem de um desses tarots mitológicos... e tirei o próprio.

Pietra disse...

Credo...

Dani disse...

KKKKKK...comigo acontece sempre, eu achava que tava determinando com o meu pensamento a carta e influenciando assim o jogo, mas acho que não , hein :)