quinta-feira, 12 de março de 2009

De Marte e de Apollo

Ainda falando do Ano Novo Astrológico - que é um momento bem importante para todas nós aqui no blog.

De todos os deuses (no masculino mesmo, porque estou falando de deuses-homens), eu tenho uma relação mais próxima de Marte e de Apolo. Possuo um culto estruturado aos dois, sozinha e em grupo. Eles são os deuses mais presentes na minha vida, junto com Ceres.

Do meu tempo com eles, eu aprendi que há várias diferenças entre os dois.


Marte é mais presente e menos sutil. Portanto, se você deseja cultuá-lo, saiba que ele muitas vezes vai enfiar o pé na sua porta e na sua vida. Ele não gosta de choro nem de lamentações, mas é ele quem te dá força para seguir em frente. Marte também é um deus leal (eu ia colocar fiel, mas Deus é Fiel não ia pegar bem.... hehehe). Mas você tem que fazer a sua parte nesse trato.

Apollo é distante sem ser ausente. É exatamente como a luz do Sol: o astro rei está lá há bilhões de quilômetros, mas a luz dele consegue alcançar a sua pele e te deixar marcas. Ele é mais sutil do que Marte e não se envolve tanto nos problemas humanos. Apollo também é um deus de oráculos, ou seja, conselhos. Enquanto Marte vai de dar um tapa na cara e mandar você engolir o choro, Apollo vai te olhar de cima, ouvir e soltar um tapa na cara em palavras.

Mas ambos também têm semelhanças. Eles exigem disciplina - no culto e na vida. Marte quer a disciplina dos militares. Apollo quer a disciplina que vem da Moderação. Ambos também valorizam promessas e compromissos. E ai de você se quebrá-los...

Em 21 de março, eu vou celebrar esses dois deuses, junto com as outras divindades solares. Eu poderia dizer que vou me despedir de Marte e comemorar a chegada de Apollo, mas não seria verdade. Eu não quero nunca me despedir do Senhor da Guerra, e não é preciso que eu anuncie a chegada do Senhor do Sol, porque ambos estão sempre representados no meu altar, recebendo suas oferendas e suas preces.

2 comentários:

Pietra disse...

Insisto no: como as energias planetárias se parecem tanto com as deidades que as nomearam.

E vc tem toda razão... distante, Apollo é mesmo... e em suas sutilezas vamos ganhando seus presentes... e pragas...

Nat Sciammarella disse...

"Marte é mais presente e menos sutil. Portanto, se você deseja cultuá-lo, saiba que ele muitas vezes vai enfiar o pé na sua porta e na sua vida."

Disse tudo!!!