sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Finados 2010


Época de finados é sempre assim... esquisita... meio dolorida... cheia de chuva.

Dolorido é, afinal, é a Morte que nos confere ancestrais. E para essa passagem, o processo de luto nos toma... Aprendi esse ano com o salmão. O que é uma ironia estranha... o animal da sabedoria celta (da espiritualidade do meu marido) me ensinou a lidar com a passagem entre as gerações. O Salmão que vai ao mesmo lugar onde nasceu para colocar seus ovos. E morre na volta para o mar. Comigo foi assim, aprendi que para deixar as novas gerações se desenvolverem, as velhas voltam ao mar e se vão nas ondas.

Ganhei uma ancestral esse ano... e dói. Me doeu ver minha avó ruim... e me doeu ter que tomar decisões que só gente grande toma. É... talvez Hades ande bem perto de Saturno (o planeta)...

E chove. O céu pranteia. Por mais que entendamos os ciclos da vida, como seres humanos parece inexorável termos de lidar com o luto e com as perdas e com tristeza de dizer adeus... ou até mais tarde.

Humanos... hunft... precisam tanto do físico... do abraço, do carinho...

E chove! Porque agora é quase verão... e porque as sementes precisam sair de dentro da Terra... Porque o raio de Zeus, levado pelo sentimento de Afrodite, pelo calor que Ela alimenta toma os seres... e nos fertilizamos. De ideias, de planos, de beleza...

É época de finados... e talvez o melhor dos mundos sejam mesmo as festas de Halloween!

3 comentários:

Izzie disse...

Fiz um post sobre isso antes de ontem...

São os idos de novembro..
Por mais quente, por mais vida.. sempre chuvosos e meio tristonhos.. acho que somos nós que ficamos chuvosos e tristonhos né?

Pietra disse...

Talvez seja mesmo... talvez seja o fim do luto... e a espera pelo Sol, que vem no verão - que eu amo dearly!

Pietra disse...
Este comentário foi removido pelo autor.