quarta-feira, 6 de agosto de 2008

Meu Pseudo


Eu não tenho BOS. Tenho pseudo-livro das sombras, termo inventado pela Sarah Filhote de Lua e que se encaixa perfeitamente ao meu caderno. Ele tem registros, fotos, recortes de jornal, revistas, textos meus escritos a mão, textos meus escritos no blog, textos da internet, estudos de tarot, trechos de livro...

O que estou usando começou em 2006 é o quarto. Antes, eu tive um caderninho pequeno, lá no começo da jornada em 2001 e que durou muito pouco. Depois tive um espiral encapado de preto com o nome que eu usava num coven que não deu muito certo. Desse eu peguei bode mesmo.

De longe, o mais legal dos livros antigos é um caderno de capa vermelha, decorado com flores, que registrou todo o meu caminho de descoberta da stregoneria. O pretinho que uso hoje mostra uma trajetória de evolução no conhecimento e culto às divindades greco-romanas. É um espelho de como a minha vida mudou no último ano - especialmente - e como continuará mudando nos próximos meses, pelo jeito.

Aliás, acho que o livro das sombras é isso mesmo: um espelho da jornada. É interessante pegar os antigos e ver o quanto o caminho anda. Mesmo que você tenha vergonha do que escreveu lá no começo - eu tenho! -, vale pelo momento de introspecção e reflexão.

A primeira foto mostra a página de abertura, em que eu escrevi a letra de "Samhain's Night", da Loreenna Mckennit, que fala de encontrar seu caminho e seus semelhantes. A segunda, o registro do meu calendário de celebrações que ainda está incompleto - decorado com uma cabeça de pater Marte.


Para ver mais fotos, clique aqui!

4 comentários:

Tenda de Umbanda disse...

Como eu disse antes... o bacana desse processo de observar e acompanhar um pouco o que é o conceito e o registro de um BOS das pessoas que mais temos como parceiros e amigos, no caminho do aprendizado, é a chance de com eles poder crescer juntos, sabe? Porque desmistifica a coisa e nos faz pensar que somos todos capaz. Basta amar a coisa, MESMO, do fundo do coração. E fazer disso seu modo de transitar sobre a Terra. AMEI...

Cassia Larrubia disse...

adoro ver fotos de livros das sombras!

=)

Leonardo Dantas disse...

Eu tinha um livro das sombras, mas descobri que ele não me pertence mais. Então,procurei por um e acabei mandando fazer por encomenda. Ficou lindo. Mas, estou na fase de comtemplá-lo. Não quero escrever qualquer coisa. Quero algo sincero e profundo. Sinto que ele já tem uma alma, uma essência própria, e ele me diz que as palavras certas surgirão no momento certo. Mudanças estão acontecendo e as boas novas surgindo, logo, logo, começarei a registrar os encantos da vida no meu BOS.

beijos!

Green Womyn disse...

Eu não acho o seu BOS nem um pouco pseudo! (rs)