terça-feira, 9 de setembro de 2008

Palestra sobre instrumentos de cozinha e seus significados


Neste sábado último, participei de mais uma tarde de palestras no Viver Alternativo.

A palestra foi sobre objetos de cozinha e como eles podem ser resignificados para o nosso fazer mágicko e como isso poderia ser visto e feito de formas diferentes. Porque as pessoas têm crenças diferentes e podem achar que misturar as coisas é disperdiçar energias, mas outras podem achar que estão fortalecendo a egrégora da família.

Ou seja, muitas pessoas, muitos jeitos.

O meu enfoque foi que, no tempo histórico de nossos ancestrais, objetos usados para bênçãos, cozidos mágicos como ungentos, temperos, chás, banhos, etc. eram feitos nos mesmos objetos que eram usados pela família. Assim, a mesma faca que cortava o pão, poderia ser a faca que trazia a cura do mallocchio... ou o mesmo prato que carregava uma oferenda para Ceres, poderia ser o prato de sopa do dia seguinte.

E seguimos nesta discussão, pensando em significados dos lugares e objetos... e como Héstia poderia morar no fogão hoje em dia e Deméter pode ter uma participação na geladeira, pois ali se mantém parte do nosso sustento e nossas frutas e verduras ficam fresquinhas.

Falamos de xícaras e como elas seguram os líquidos, tão emocionais e importantes, como o café para a socialização das pessoas e o copo com água com açúcar.

Um dos tópicos que conversamos e mais gostei foi: panelas e caldeirões, com tampa ou sem tampa? Nesta hora até fechei o micro (onde estavam as fotos da minha cozinha) e abri um fórum para conversarmos. Chegamos a conclusões interessantes:
- tampas podem ser importantes para dar um tempo de cozimento especial.
- tampas podem ser importantes para esconderem o que estamos cozinhando.
- tampas podem ser importantes para não permitir que coisas que não prestam caiam em nossos cozidos.
- tampas podem ser dispensáveis quando queremos que o que estamos cozinhando se espalhe...

Assim, voltamos ao começo da conversa, como tudo é uma questão de significado e entendimento.

Como vc usa as coisas da sua cozinha num âmbito mágicko?

5 comentários:

Ratazana disse...

Eu não uso instrumentos de cozinha pras minhas práticas mágickas. na realidade, eu nem tenho tantas práticas mágickas assim, hehe... Eu uso bastante uma tesoura, pra limpar meu tarot, malas de viagem ou as coisas que eu vou usar em algum dia importante. Eu guardo essa tesoura com as minhas coisas especiais, perto do meu altar, mas eu a uso pra qualquer outra coisa que precise ser cortada. Eu gosto de acreditar nisso: a função que um objeto tem aqui, ele tem do outro lado tbm. E isso, se não me engano, foi algo que li lá na comunidade do orkut de vcs. Pra mim faz mais sentido do que usar objetos rituais, a não ser em situações específicas.

Dan disse...

Bom na cozinha tenho alguns instrumentos mágicos: minha colher de pau com simbolo da Deusa, minha panela (que quase ja perdi, pq quebrou), meu pimenteiro eletrico, noz moscada e ralinho e batedor manual!

Tenda de Umbanda disse...

ADOREI o que postou sobre tampas e sobre os instrumentos serem os mesmos da cozinha... SUPER por aí... e, o principal: tudo é mesmo uma questão de significado e entendimento!!

Carla disse...

esse lance de espalhar o que estamos cozinhando é bem verdade... aqui em casa quando os animos se exaltam entre as crianças eu sempre vou pra cozinha cozinhar algo que cheire muito bem... logo elas esquecem a encrenca e vão rodear o fogão querendo saber o que cheira tão gostoso.....
agora esse lance de não deixar cair nada de ruim na comida faz tooooooooodo sentido, eu nunca tinha pensado dessa forma...

Anônimo disse...

Amo minha cozinha , ela é realmente o coração da casa. E na hora de um chá, uma comida... tudo isso me passa na cabeça. O tempero jogado com carinho, uma pitada de sal para dar um gosto meu, ou mel.... tampar por estes diversos motivos. O cabo da panela para não deixar animal ou criança esbarrar e assim vai. Segredos, vida, minha geladeira cheia de imãs e histórias para contar. Teria adorado participar dessa palestra Pietra. Muito bom , participar por aqui tb. Beijo grande Trio