quarta-feira, 30 de janeiro de 2008

Mãe Lícia, a Lua Cheia

Me deu uma coisa hoje...  eu precisava escrever essas linhas... 

Algumas Deusas tem estado muito na minha cabeça ultimamente (tem estado, irgh, mas é verdade)... Não consigo deixar de pensar nas Senhoras... na Trívia, mas com Ela eu nem me atrevo muito, pois eu sei como é o piado Dela. Me arrepia inteira. E a outra, é a Mãe Lícia. É Leto.

Talvez eu não seja a melhor pessoa para falar sobre Ela mais profundamente, mas estou com algumas impressões que eu gostaria de dividir... de soltar de dentro de mim.

Leto, a filha da luz da lua. Leto, a Lua Cheia... redondinha e resplendoroza. Com aquela barriga repleta dos gêmeos divinos, dos filhos de Zeus. Não tenho como olhar para o céu na lua cheia e não pensar mais nisso.

Mas antes de ver Leto tão próxima, eu pensava na Lua Cheia. Como uma ancestral. Talvez a ancestral mor. Aquela que me viu nascer, viu meus ancestrais nascerem e morrerem. E isso pode ser visto de uma forma ainda mais longíncua. Leto viu seus netos e bisnetos. Asclépios e Higéia, por exemplo e a linha desceu até mim e até os outros tantos filhos de Apollo que andam por essa terra (de) Gaia.

Sempre pedi à lua cheia que seu véu fosse um manto. Um que protegesse do mal, da má vontade dos outros. Leto, em seu véu de rainha, de Senhora, e de modéstia, cuida e protege os filhos. Leto é (um)a Grande Mãe.

Eu, até um tempo atrás tinha algumas iddéias sobre o porque fazer rituais na lua cheia eram importantes. Pela chance de reunião dos ancestrais. Pelo ritualizar a Natureza e os ciclos. Hoje, eu SEI que é mais ainda... é a minha grande Ancestral... é a Mãe de meu Pai... é Leto, a Mãe Lícia, a mãe loba...

Louvada sejas, Leto do véu!

4 comentários:

Filhote de Lua disse...

Louvada seja a do escuro véu!

Eu sou suspeita para falar, né...rs

Mas hoje estava aqui pensando nEla também (o que tenho feito quase o tempo todo), em como ela é protetora e gentil, como ela tem essa força de se fazer presente na vida dos filhos, mas de uma maneira desinteressada, tipo, ela observa, cuida, mas não exige, não dá palpite que não foi pedido.

Quando eu comecei a ritualizar toda lua cheia, minha vida foi ficando mais focada. Hoje eu consigo perceber ainda mais claramente porque...

Inês Raven disse...

Engraçado como Leto é diferente de Deméter... apesar das duas serem matronas, ela é mais controladora, se mete mais na vida dos filhos.

Por isso que eu não acredito nessa de que "mãe é tudo igual"... hehe

DarkWill Shadowdance disse...

Lindo Pietra,tb ao ritualizar na Lua Cheia penso sempre na minha Grande Ancestral Febe,Mãe de Astéria(suposta Mãe de Hécate ,com Perses) e Leto,já que para muitas Correntes Hécate é Filha de Astéria(Deusa Titânida da Noite Estrelada) e Perses(Deus Titã da Destruição),ou seja Hécate é Prima de Apolo e Ártemis,Pi somos parentes distantes,ehehheheheh!!!!
Muitos consideram Hécate com uma forma de "reencarnação" de Febe,eu penso que Hécate é Hécate,e Febe é Febe,mas vejo muita Coisa de Febe em Hécate...=)
E concordo com Inês,tb naum acredito que Mãe seja tudo igual...
Bjos da Trivia p/ a 3(Pietra,Sarah e Inês)!!!=*

Cassia disse...

abençoada seja!