sábado, 15 de novembro de 2008

Streghe rezam sim... e muito!


Eu sinto que existe um andar, um pensar nos caminhos mágickos e pagãos que acabou por fazer acreditar-se que, rezar é coisa de cristão. E pode ser sim, que eles usem muito essa palavra. Mas, como eu sou strega, e mts streghe são cristãs, eu não tenho problemas com essa palavra. Aliás, depois de acender um fogo no meu altar, eu sempre ofereço uma oração aos meus Deuses.

Eu sinto que a coisa pode, hoje em dia, ficar numa preocupação tão grande de como ritualizar e ter liturgias, quando algumas vezes, as coisas mais simples passam.

Eu penso nos romanos que sempre rezavam em seus altares aos ancestrais... E nas pequenas saudações em altares públicos.

Eu rezo aos meus Deuses. Muito. Da hora que me levanto... quando vejo o pão sobre a mesa... quando preciso andar por um lugar "esquisito" no centrão de São Paulo. Quando vejo as estatuas dos Deuses em parques, casas e jardins. Quando o dia amanhece, Eos nos abençoa com seus dedos róseos, Hélios sobe e Hemera desperta; e Apollo, Brilhante, nos ilumina em afazeres como chegar ao trabalho em paz... e para fazer o nosso.

Eu rezo aos meus ancestrais por estar aqui... por me permitirem conhecer pessoas boas e corretas. Por ter minha casa segura e feliz.

Streghe rezam. Para santos, anjos... para Nossa Senhora. Streghe pagãs tb rezam... e muito!
Afinal, é uma bênção divina estar viva e manter os caminhos antigos!

2 comentários:

Inês Raven disse...

eu rezo muito tb... rs

Green Womyn disse...

Achei muito legal esta parte:

"Eu sinto que a coisa pode, hoje em dia, ficar numa preocupação tão grande de como ritualizar e ter liturgias, quando algumas vezes, as coisas mais simples passam."

Falou e disse!