domingo, 20 de julho de 2008

Do último dia de curso

Esta semana tivemos a última aula do curso de Bruxaria Italiana do Espaço Viver Alternativo.

Semana passada havíamos combinado que faríamos um ritual para a lua cheia e, nele, energizaríamos objetos que seriam nossos protetores contra o mal olhado.

As conversas começaram a hora que eu me sentei com as meninas. Elas vieram me mostrar o que haviam comprado para esse momento. Tesouras e nazars foram as nossas vedetes e nosso padroeiro, o Protetor de Têmis.

Com as palavras que eu ouvi do Quiroga essa semana, não pude deixar de pensar como a Lua Cheia seria importante para esse momento. Um momento de preservar nossas famílias e de querer e de galgar mais longe. Foi nessa toada que seguimos o nosso dia com pimentas, cravos e uma linda espada.

E em nossa manifestação ritual, cada uma de nós pôde tomar um papel... Aliás, muito obrigada à Carol por me ajudar tanto na limpeza e no trazer das ondas do mar num pilar do templo; obrigada a Aglaia Madora por trazer a força e a constância da terra num outro pilar do templo; e à Eliane, que teve sua primeira experiência numa construção como essas e trouxe a limpeza e a consciência do ar lindamente!

Quando podemos estar juntas entre paredes tão seguras e sob um céu tão aberto, as diferenças aparecem, as similaridades afloram e muitas idéias se colocam.

Sabe, dar um curso tem claro há ver com um trabalho, com um construir de conhecimentos, inclusive de trocas, afinal de contas, não foi um curso gratuito. Mas tem muito mais a ver com dedicação de tempo, de atenção e de energias. E nisso, como eu aprendo. Como eu olho para as pessoas e as admiro em suas vontades de ir além e, principalmente, de exporem o que pensam.

E o dar seus pensamentos e idéias é um presente muito valioso... obrigada, meninas, pela confiança, pelo carinho e pelo compromisso.

Um comentário:

Tenda de Umbanda disse...

Imagina mulher... não fiz nada que já são seja da minha essência. rss. Seu fogo é que nos incendeia por dentro... juro!

Acho que vc usou a palavra chave: dedicação. Uma ação não arbitrária, mas zelosa e responsável que, de fato, não é nada fácil de se encontrar.

Obrigada a Ti e a Eles por nos colocar juntas nesse mesmo caminhar!