terça-feira, 29 de julho de 2008

Vesta dos nossos fogões

Nestes tempos em que pensamos no fogo que aqueceu o Inverno, que nos uniu e nos deu alimento, chega a hora de agradecer aquela que nos aconchega com seu calor: Héstia, também chamada de Vesta, a deusa do fogo e da lareira, a que zela pela manutenção das famílias e da ancestralidade.

Héstia é uma das filhas de Cronos e Rhea. Irmã mais velha dos outros e, consequentemente, primeira a ser engolida pelo pai e última a ser liberta pelo irmão Zeus. Depois que seu irmão caçula conquistou o poder, ela assumiu seu lugar entre os olimpianos.
Quando seu sobrinho Dionísio chega ao Olimpo e reclama seu lugar junto aos deuses, Héstia cede sua cadeira e seu posto e pede ao Tonante que sua morada seja, agora, a lareira das famílias. Assim, a deusa se muda para a casa das famílias, para o fogo doméstico, para cuidar mais de perto de seus domínios.

Essa é a segunda concessão que Zeus faz à Héstia. A primeira é quando ele permite que ela seja sempre virgem. Nada mais adequado para a deusa que cuida da família, já que nas sociedades gregas e romanas a mulher, quando casava, tornava-se parte da família do marido e passava a ser sacerdotisa de sua religião doméstica. Uma mulher virgem, sem marido, continua sendo parte da sua família e, assim, continua prezando por ela.

Héstia toma conta de sua divina família, dos filhos e netos de Cronos. E toma conta, também, do nosso fogão e do nosso fogo doméstico, que aquece a casa, que cuida do lar, que nos mantém juntos no Inverno.

Mais sobre Ela no Theoi Project e no A Muse-in-Grace-Gallery

3 comentários:

Aglaia Gaho disse...

Olá meninas ;)

Estou tomando a liberdade de linkar o blog de vocês no www.aglaiagaho.blogspot.com. Qualquer restrição quanto a isso é só deixar um recado.

Beijos e Bênçãos da Senhora das Lareiras

Pietra disse...

Prazer é todo nosso,querida!

Obrigada pela visita!

Tenda de Umbanda disse...

Vesta me acolheu eu sua lareira e me convidou pra sentar, me ofereceu um golinho de chá com bolachas e com ela, fou folhear o antigo álbum de toda minha ancestralidade. É graças a Ela que sinto hoje o calor da minha família de amigos a me aquecer nos momentos de frio. SALVE VESTA, a que aquece nossos corações!!!